Clipping Semanal Abrava – 19 DE ABRIL DE 2018

Mercado HVAC-R – Produtos e Cases

Alemania habría violado ley europea por permitir uso de refrigerante R134a en automóviles

ACR Latinoamérica, 17/04/2018

Internacional. Alemania ha violado la ley europea al aceptar que la empresa Daimler (Mercedes-Benz) continúe utilizando el refrigerante R134a en el sistema de aire acondicionado de sus vehículos. Así lo definió el el abogado general del Tribunal Europeo de Justicia (TJE). En un hallazgo del abogado general del TJE, Paolo Mengozzi, en Luxemburgo, se declaró que la Autoridad Federal de Transporte de Alemania, la KBA, debería haber asegurado que Daimler cumpliera con la directiva europea MAC (Sistemas de Aire Acondicionado para Vehículos – siglas en inglés) que prohibió el uso del R134a. La opinión del abogado general no es vinculante, pero en la mayoría de los casos los jueces del Tribunal Europeo de Justicia lo siguen. Se espera un veredicto dentro de los próximos meses. La Directiva MAC estipula que los sistemas de aire acondicionado en vehículos motorizados aprobados después del 1 de enero de 2011 no podrían llenarse con gases fluorados con un GWP superior a 150. Esto prohibió efectivamente el uso de R134a, dejando el HFO R1234yf “levemente inflamable” como el único refrigerante listo para producción. Después de realizar sus propias pruebas de inflamabilidad, el fabricante alemán de automóviles Daimler se había negado a usar el nuevo refrigerante por razones de seguridad. A fines de 2015, la Comisión Europea anunció que enviaría a Alemania ante el Tribunal de Justicia de la UE por no aplicar la Directiva MAC. Alegó que Alemania había infringido la legislación de la UE al permitir a Daimler colocar vehículos en el mercado de la UE que no estaban en conformidad con la Directiva MAC, y no tomar medidas correctivas.

Fonte: http://www.acrlatinoamerica.com/201804177996/noticias/empresas/alemania-habria-violado-ley-europea-porpermitir-uso-de-refrigerante-r134a-en-automoviles.html?utm_source=ACR+Latinoam%C3%A9rica&utm_campaign=3da8655631-acr-boletin-semanal&utm_medium=email&utm_term=0_18f2eb6bf0-3da8655631-252987649

Refrigeración por inmersión para centros de datos

ACR Latinoamérica, 17/04/2018

Internacional. La compañía 3M ha mostrado la posibilidad de reducir en un 95% el consumo de energía en los centros de datos con la tecnología de refrigeración por inmersión. La empresa ha presentado esta tecnología a través de un corto documental titulado ‘Data Driven. Advancing A Sustainable Future’ (Gestión de datos. Avanzando Hacia Un Futuro Sostenible). El corto muestra cómo cerrar la brecha ecológica que generan los datos que, actualmente, se duplican cada dos años, convirtiendo su gestión en un desafío. 3M se ha unido recientemente a otros líderes de la industria en el Open Compute Project (OCP), que tiene la misión de cerrar la brecha de eficiencia energética en el centro de datos. “Es maravilloso poder colaborar con múltiples organizaciones”, destaca Rocky Bullock, CEO de Open Compute Project. “La industria dispone de una amplia variedad de herramientas y experiencia y es fantástico observar cómo estas capacidades se unen para acelerar los avances”. Michael E. Garceau, data center business manager de 3M, destacó que la gestión de datos “necesita innovaciones transformadoras que respalden las aplicaciones de Big Data” y destacó que “la refrigeración por inmersión puede tanto permitir la gestión de datos en el futuro como garantizar su sostenibilidad ambiental”. La refrigeración por inmersión: Alrededor del 38 por ciento de la electricidad consumida por un centro de datos se destina al enfriamiento de la electrónica. La refrigeración por inmersión utiliza una pequeña cantidad de la energía de un sistema de aire acondicionado. Los métodos más eficientes pueden lograr un PUE de menos de 1.02, en comparación con un PUE desde 1.1 a 2.0 con refrigeración tradicional en el centro de datos, eliminando chillers y unidades de aire acondicionado. La refrigeración por inmersión posibilita una configuración ajustada de los componentes en menos espacio que los sistemas de aire acondicionado típicos. Permite dotar de más de 100 kilovatios de potencia informática por metro cuadrado y ocupa diez veces menos espacio. Con este tipo de refrigeración, es posible incrementar la capacidad de procesamiento y disminuir la latencia con menos deterioro de la electrónica. “En lugar de separar la electrónica para poder refrigerarla, la alternativa de 3M permite juntarla con la refrigeración por inmersión”, añadió Laura Nereng, electronics & energy business group sustainability leader de 3M. “Por consiguiente, proporciona una solución práctica que se puede usar en cualquier lugar”.

Fonte: http://www.acrlatinoamerica.com/201804177995/noticias/empresas/refrigeracion-por-inmersion-para-centros-de-datos.html

Frigo King lanza nueva línea para transporte refrigerado

ACR Latinoamérica, 17/04/2018

Brasil. Frigo King, empresa brasileña del mercado de transporte de bajas temperaturas, ubicada en Santa Catarina, lanzó un nuevo producto desarrollado en el Design Export, programa de la Agencia Brasileña de Promoción de Exportaciones e Inversiones (Apex-Brasil) y del Centro Brasil Design (CBD). Se trata del Titan900, equipo de refrigeración para transporte de la línea Titan construido en chasis ligero y resistente, con estructura con tratamiento especial antioxidante y una dinámica que atenúa la vibración del Motor a Diesel Yanmar, refrigerado por agua que acciona el compresor. “El equipo funciona de manera independiente del vehículo, lleva un motor Diésel de 3 Cilindros que hace que el equipo trabaje aunque el motor del camión esté apagado, además, cuenta con sistema Stand by eléctrico que permite conectar la unidad en corriente eléctrica trifásica 220/380 y trabajar en modo eléctrico”, comentó Robison Silva, gerente de ventas de exportación de Frigo king. La línea Titan trae el sistema smart start – que acciona automáticamente el motor diesel en caso de falta de energía eléctrica – y el exclusivo sistema easy connection, que dispensa los botones y llaves-selector de operación para elección de diesel o eléctrica, de voltaje ( 220v o 380v trifásico). “Es mucho más práctico para el conductor, que no necesita tener experiencia para colocar el equipo para funcionar”, resalta Marcos Augusto Pordeus de Paula, director de Frigo King. El controlador de cabina microprocesado permite acceso en tiempo real y configuración de temperatura en hasta dos cámaras, la rotación y la temperatura del motor diesel, presión de trabajo, tensión de fase y alerta de fallas. “La aerodinámica del producto fue cuidadosamente pensada, pues interfiere directamente en el desempeño del vehículo en el que está instalado”, comenta Marcos.

Fonte: http://www.acrlatinoamerica.com/201804177992/noticias/empresas/frigo-king-lanza-nueva-linea-para-transporterefrigerado.html?utm_source=ACR+Latinoam%C3%A9rica&utm_campaign=3da8655631-acr-boletin-semanal&utm_medium=email&utm_term=0_18f2eb6bf0-3da8655631-252987649

Ingersoll Rand logró cumplir su meta de eficiencia energética 2020

ACR Latinoamérica, 17/04/2018

Internacional. Ingersoll Rand anunció que ha alcanzado un logro significativo en su Compromiso Climático global antes de lo previsto y está ampliando su compromiso con inversiones de energía renovable en sus instalaciones y fuera de ellas. La empresa se comprometió a una reducción del 35 por ciento de su huella de gases de efecto invernadero (GEI) de sus propias operaciones para 2020. Para cumplir con este objetivo, la compañía puso como meta un aumento del 10 por ciento en eficiencia energética a partir de 2013 línea de base, y ha logrado el objetivo dos años antes de lo previsto. “La eficiencia energética es una consideración primordial en todo lo que hacemos en nuestras propias operaciones y para nuestros clientes de la construcción, industriales y transporte”, dijo Paul Camuti, Vicepresidente Sénior de Innovación y Director de Tecnología de Ingersoll Rand. “Nos complace lograr esta importante meta y agradecemos al equipo de Ingersoll Rand de todo el mundo por reducir el uso de energía y nuestro impacto en el medioambiente, y por mejorar el valor sustentable para nuestros clientes”. Ingersoll Rand llevó a cabo una auditoría energética de sus propias instalaciones y actualizó los sistemas de aire acondicionado, de controles y la iluminación, eliminó la fuga de energía de sus sistemas de aire comprimido mientras medía, validaba y reportaba los resultados. Esto redujo el uso de energía en 109,000 MM BTU y el consumo de electricidad en 22,000 MWh, que es el equivalente a no quemar alrededor de 11’800,000 kilos de carbón y proveer energía para 1,750 hogares por un año. En tres grandes plantas de fabricación ubicadas en EE.UU. y China, Ingersoll Rand instaló dentro de sus plantas manufactureras sistemas solares, para reducir el 15% de la carga de energía en estas ubicaciones. Esto es equivalente a ahorrar más de 2 millones de litros y sacar 1,000 autos de circulación. Además de las fuentes de energía renovables en el sitio, Ingersoll Rand ha firmado un acuerdo de compra de energía (PPA) por aproximadamente 100,000 MWh de energía eólica anualmente. El parque eólico se encuentra en el condado de Baylor, Texas. El PPA reemplaza el 32% del uso de electricidad de EE.UU. de la compañía con energía verde, y reduce las emisiones de GEI del Alcance 2 de EE.UU. en un 32%. Esto equivale a reciclar 26,000 toneladas de desechos en lugar de enviarlos a un vertedero y preservar 600 acres de bosques de los EE.UU.

Fonte: http://www.acrlatinoamerica.com/201804177991/noticias/empresas/ingersoll-rand-logro-cumplir-su-meta-de-eficiencia-energetica-2020.html

Panasonic Eco Solutions recibirá premio de Energy Star

ACR Latinoamérica, 17/04/2018

Estados Unidos. Panasonic Eco Solutions North America recibió el Premio Energy Star 2018 a la Excelencia en Diseño de Producto, el cual será entregado por la Agencia de Protección Ambiental de EE.UU. y el Departamento de Energía de EE.UU. En una ceremonia en Washington el próximo 20 de abril. Panasonic Eco Solutions será honrado por sus esfuerzos para mejorar la disponibilidad de soluciones de calidad de aire interior de bajo consumo en el mercado. La excelencia en el diseño del producto se otorga a las empresas que demuestren liderazgo en el diseño y la fabricación de productos con certificación Energy Star. “Panasonic Eco Solutions se enorgullece de recibir este prestigioso premio”, dijo Patricia Monks, Gerente Nacional de Marketing de Panasonic Eco Solutions North America. “Estamos profundamente comprometidos con la investigación, el desarrollo y el diseño de productos innovadores y sostenibles para nuestros clientes. Este premio es una incorporación de nuestra dedicación a la fabricación de soluciones de calidad del aire interior que ahorran energía y que crean espacios de vida interiores más saludables y cómodos, respetando el medio ambiente y reduciendo los costos para los consumidores”. Panasonic confirmó que cuenta con 50 modelos certificados Energy Star disponibles en 2017. La marca también colabora con Energy Star y varias otras organizaciones para educar a los consumidores sobre la importancia de la eficiencia energética y la calidad del aire interior. Solo en 2016, los productos, hogares, edificios y plantas certificados Energy Star ayudaron a los estadounidenses a ahorrar más de US$30 mil millones en costos de energía y aproximadamente 400 mil millones de kilovatios-hora de electricidad y al mismo tiempo lograr reducciones de emisiones amplias.

Fonte: http://www.acrlatinoamerica.com/201804177989/noticias/empresas/panasonic-eco-solutions-recibira-premio-de-energy-star.html

Qualidade do ar na fabricação de medicamentos: riscos e cuidados à saúde

Blog Jornal Mulher, segunda-feira, 16 de abril de 2018- Célio S. Martin

Poucos sabem sobre o difícil caminho para se produzir um medicamento. Além dos diversos fatores de pesquisa, desenvolvimento, testes laboratoriais e clínicos, a sua fabricação é um processo extremamente delicado. Muitos ignoram que a sua contaminação pode se dar por problemas tão diferentes que inclui até a qualidade do ar dentro do ambiente de fabricação. Desde a invenção do ar-condicionado, o seu uso tornou-se um grande responsável pelo avanço das indústrias farmacêuticas e estabelecimentos assistenciais de saúde. Seu maior benefício está no controle de contaminação através da temperatura e pureza do ar para manter em condições seguras os ambientes de saúde e a formulação, manipulação, embalagem, conservação e transporte de medicamentos. A falta ou falha dentro desses ambientes atinge diretamente o resultado esperado de eficiência e segurança do medicamento, podendo gerar falhas no tratamento dos pacientes ou realmente trazer males à saúde. Assim, a saúde das pessoas começa a ser cuidada já no ambiente em que um fármaco é produzido. Os laboratórios farmacêuticos irão determinar a eficiência e segurança do medicamento, e consequentemente a saúde dos pacientes no seu tratamento médico. Dado esse cenário, não é para menos considerar que o mercado de AVAC-R (Aquecimento, Ventilação, Ar condicionado e Refrigeração) trabalhe em conjunto com os especialistas de fabricação de medicamentos, e se atualize nos estudos envolvendo normas de projetos, requisitos de qualidade, além de modernizarem equipamentos e instalação de sistemas de ar condicionado. Atualmente, a revisão da norma NBR 7256 entrou em consulta pública para falar, justamente, sobre o tratamento de ar em estabelecimentos assistenciais de saúde. A revisão de normas discute alterações importantes sobre os requisitos de projetos e execução das instalações. A consulta vai até 20 de maio de 2018. Essas revisões partem de estudos realizados por pesquisadores e engenheiros ao redor de todo o planeta, e muitas vezes partem de colaborações de associações com órgãos governamentais. Isso porque o próprio mercado busca a boa prática e a qualidade. É preciso que instalações antigas se adequem, assim como novas surjam já com modificações que levem em conta a atual realidade de eficiência energética e demanda de qualidade do ar para equipamentos e ambientes. Não adianta desenvolver novas tecnologias e não as tornar regra. Normas antigas e desatualizadas precisam ser modificadas, pois lidam com um mundo que já não existe mais. A regulamentação e fiscalização das Boas Práticas de Fabricação é feita pelo Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, e envolve a ANVISA, VISA e COVISA. Entretanto, se você estiver em frente a um balcão de uma farmácia e receber uma caixa de medicamento, o que faz você acreditar que ela tem um produto seguro e eficiente? O Brasil produziu, em 2017, quase 4 bilhões de unidades (caixas) de fármacos, de acordo com a SINDUSFARMA, porém será que só a fiscalização assegura que você está levando para a casa a qualidade adequada? É preciso ir além dos órgãos de fiscalização para assegurar isso. É preciso começar pelos itens fundamentais, entre eles o da segurança e qualidade do ambiente em que o fármaco foi produzido. A indústria das “ciências da vida” trabalha com algo muito mais eficiente porque possui um Sistema de Qualidade. Por definição da ANVISA, este sistema engloba “instalações, procedimentos, processos e recursos organizacionais”. Por isso, a engenharia e suas boas práticas atuam para cumprir também com as Boas Práticas de Fabricação. Diferentemente dos sistemas desenvolvidos tipicamente para conforto dos seus usuários, a climatização de ambientes farmacêuticos trabalha com vazões de ar bem mais altas, sistemas de filtragem de alta eficiência e sentidos assegurados de fluxos entre ambientes, exigindo equipamentos com maior disponibilidade de pressão, baixo índice de vazamento de ar, robustez e repetibilidade de operação, entre outros tantos recursos sempre de acordo com sua aplicação. O detalhamento e escolha do sistema é antecedido pelo conhecimento do processo produtivo e as características dos produtos fabricados no local. A “Análise de Risco” é a ferramenta adequada para definição dos requisitos do usuário, que é a base de todo o projeto e consequente escolha do sistema de climatização. Para alcançar estas características, o uso de equipamentos de “padrão conforto” não trará a performance necessária e comprometerá o resultado principalmente de segurança e controle de contaminação. Os sistemas de ar condicionado têm papel destacado no controle de contaminação, protegendo os operadores, o meio ambiente e o produto. Os riscos à saúde estão diretamente relacionados à falha neste sistema, por isto não podem ser negligenciados. Assim, além de cuidado na fabricação, o projeto ganha destaque, e é aí que as normas entram, melhorando a qualidade do processo na sua base produtiva. É importante para os profissionais das áreas de climatização e de saúde estarem atentos e se adequarem. Não se deve sacrificar a saúde por outra vantagem qualquer.

Fonte: http://blogjornaldamulher.blogspot.com.br/2018/04/qualidade-do-ar-na-fabricacao-de.html Fonte: https://www.maxpress.com.br/Conteudo/1,944601,Qualidade_do_ar_na_fabricacao_de_medicamentos_riscos_e_cuidados_a_saude_-_Por_Celio_S_Martin_,944601,8.htm

Edifícios de uso público e comercial deverão ter plano de manutenção de sistemas de ar-condicionado

Revista Construa Negócios, 16 de abril de 2018

A Lei Federal nº 13.589, publicada no dia 4 de janeiro pelo presidente Michel Temer, torna obrigatória a execução de um plano de manutenção, operação e controle (PMOC) de sistemas e aparelhos de ar-condicionado em edifícios de uso público e coletivo. O objetivo é diminuir a contaminação por bactérias, vírus, fungos e poluentes que provocam doenças. Os proprietários, locatários e prepostos responsáveis por sistemas de climatização já instalados terão o prazo de 180 dias, a partir da regulamentação da lei, para o cumprimento de todos os seus dispositivos. O PMOC vai ser elaborado conforme os parâmetros normativos e de qualidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e das normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Já edifícios produtivos, laboratoriais e hospitalares também deverão obedecer a regulamentos específicos, visando à eliminação ou minimização de riscos potenciais à saúde dos ocupantes. “Os proprietários e usuários dos imóveis devem conscientizar-se que a boa manutenção planejada traz benefícios para seus empreendimentos, reduções nos custos com uma manutenção planejada, substituição de equipamentos obsoletos no momento adequado, redução dos riscos de incêndios e acidentes pessoais, possibilidade de reduções nos custos dos seguros, e fundamentalmente, melhor qualidade de vida”, explica Arnaldo Basile, presidente do Comitê Nacional de Climatização e Refrigeração e da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava). Há cerca de 40 normas publicadas sobre o assunto, sob supervisão do Comitê Brasileiro de Refrigeração, Ar-Condicionado, Ventilação e Aquecimento (CB-055) da ABNT.

Fonte: https://revistaconstrua.com.br/noticias/engenharia/edificios-de-uso-publico-e-comercial-deverao-ter-plano-de-manutencao-de-sistemas-de-ar-condicionado/

Confira as novas instruções técnicas do Corpo de Bombeiros de São Paulo

Revista Construa Negócios, 16 de abril de 2018

A Lei Federal nº 13.589, publicada no dia 4 de janeiro pelo presidente Michel Temer, torna obrigatória a execução de um plano de manutenção, operação e controle (PMOC) de sistemas e aparelhos de ar-condicionado em edifícios de uso público e coletivo. O objetivo é diminuir a contaminação por bactérias, vírus, fungos e poluentes que provocam doenças. Os proprietários, locatários e prepostos responsáveis por sistemas de climatização já instalados terão o prazo de 180 dias, a partir da regulamentação da lei, para o cumprimento de todos os seus dispositivos. O PMOC vai ser elaborado conforme os parâmetros normativos e de qualidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e das normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Já edifícios produtivos, laboratoriais e hospitalares também deverão obedecer a regulamentos específicos, visando à eliminação ou minimização de riscos potenciais à saúde dos ocupantes. “Os proprietários e usuários dos imóveis devem conscientizar-se que a boa manutenção planejada traz benefícios para seus empreendimentos, reduções nos custos com uma manutenção planejada, substituição de equipamentos obsoletos no momento adequado, redução dos riscos de incêndios e acidentes pessoais, possibilidade de reduções nos custos dos seguros, e fundamentalmente, melhor qualidade de vida”, explica Arnaldo Basile, presidente do Comitê Nacional de Climatização e Refrigeração e da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava). Há cerca de 40 normas publicadas sobre o assunto, sob supervisão do Comitê Brasileiro de Refrigeração, Ar-Condicionado, Ventilação e Aquecimento (CB-055) da ABNT.

Fonte: https://revistaconstrua.com.br/noticias/engenharia/edificios-de-uso-publico-e-comercial-deverao-ter-plano-de-manutencao-de-sistemas-de-ar-condicionado/

Confira as novas instruções técnicas do Corpo de Bombeiros de São Paulo

ConstruLiga, 12 de Abril de 2018 – Fabiana e Paulo Rewald –

No último dia 15 de março, o Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo publicou uma revisão de suas instruções técnicas, o que já era aguardado pelo mercado de construção civil desde o ano passado. Os novos textos só entram em vigor em 13 de junho de 2018, mas os projetistas interessados já estão analisando e discutindo as mudanças. Na área de projetos de instalações prediais, algumas das principais novidades são:

INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 22/2018: Sistemas de hidrantes e de mangotinhos para combate a incêndio

– a tubulação do sistema não pode mais ter diâmetro nominal inferior a 65 mm (2 1/2”)

INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 09/2018: Compartimentação horizontal e compartimentação

– alteração nas regras de compartimentação para áreas frias
– foram inclusos os Anexos C e D, que trazem novos parâmetros para o uso de alvenaria e drywall, respectivamente

Outra novidade importante é a exigência de comissionamento para sistemas que requerem manutenção, tais como detecção e alarme de incêndio (Instrução Técnica nº 19/2018), hidrantes e mangotinhos (Instrução Técnica nº 22/2018) e chuveiros automáticos (Instrução Técnica nº 23/2018). Esse assunto é de responsabilidade das instaladoras, mas deve ser de conhecimento dos projetistas. Com relação à Instrução Técnica nº 11/2018 – Saídas de emergência, esperávamos uma alteração solicitada pelo Secovi (e informalmente aceita pelo Corpo de Bombeiros) para diminuição do pé direito mínimo nos acessos de 2,50 m para 2,30 m (como já é praticado na capital), que não foi atendida. O Secovi solicitou que as entidades de projetistas Abrava, Abece, Asbea, Abrasip e Agesc analisem os novos textos e enviem seus comentários neste início de abril para a promoção de um trabalho comum junto ao Corpo de Bombeiros. Oficialmente, a Corporação diz estar aberta a discutir as novas instruções técnicas, a partir de Consultas Técnicas que podem ser protocoladas pelos interessados. A posição de abertura de diálogo é louvável, mas poderia ser assumida antes da publicação dos novos textos, como solicitado pelo setor diversas vezes. Análise digital de projetos: Outra inovação do Corpo de Bombeiros de São Paulo que está agitando o mercado é a obrigatoriedade, a partir de 2 de maio de 2018, do envio de plantas em formato eletrônico para a análise digital de projetos técnicos. Nesta fase, os serviços serão obrigatórios para edificações residenciais com qualquer área e todas as demais com até 10 mil m2. A partir de 2 de julho de 2018, os projetos para análise no formato eletrônico serão obrigatórios para todas as edificações e áreas de risco sem exceção. As regras e procedimentos para o protocolo de projetos técnicos em formato eletrônico podem ser conferidos na Portaria nº CCB 020/600/18, de 3 de janeiro de 2018.

Fonte: https://www.construliga.com.br/blog/confira-as-novas-instrucoes-tecnicas-do-corpo-de-bombeiros-de-sao-paulo/

Oportunidades e Eventos

XVI Seminario Internacional IIAR – Amoniaco

ACR Latinoamérica, 17/04/2018

El seminario está dirigido a Ingenieros y tecnólogos de empresas contratistas, fabricantes, instaladores, mantenimiento, diseñadores de sistemas de refrigeración, jefes operativos de sistemas de refrigeración en empresas de conservación y congelación de alimentos, Industrias y usuarios de montajes de cadena de frio. El objetivo es mejorar el proceso operativo con la aplicación de conceptos y buenas prácticas en los sistemas de refrigeración comercial y grandes superficies. El seminario tiene una intensidad de 22 horas y requiere de asistencia del 80% o más de las horas establecidas.Más información en el siguiente enlace: http://acaire.org/xvi-seminario-internacional-iiar-amoniaco/

Fonte: http://www.acrlatinoamerica.com/201804177994/noticias/empresas/xvi-seminario-internacional-iiar-amoniaco.html

Presidente do DNPC irá palestrar no Panorama Setorial AVAC-R Brasil 2018 em Salvador

SEGS, Segunda, 16 Abril 2018 14:30 Escrito por Welton Ramos

Nos últimos anos, muito mudou no setor AVAC-R (refrigeração, ar-condicionado, ventilação e aquecimento). Acompanhar essas mudanças é uma tarefa constante do profissional envolvido com climatização, e é por isso que a ABRAVA realiza no próximo dia 23 de abril, em Salvador, o Panorama Setorial AVAC-R Brasil 2018. O evento abordará temas como a reforma trabalhista, eficiência energética, PMOC, normatização, qualidade do ar interno, novas tecnologias e muito mais. O evento receberá como um de seus principais palestrantes, o engenheiro e presidente do DNPC, Mário Sérgio de Almeida, que irá falar sobre a normatização e eficiência energética na base dos sistemas de ar, o projeto. O DNPC (Departamento Nacional de Empresas Projetistas e Consultores) é parte da ABRAVA, sendo responsáveis por tudo que tange à projetos de sistemas de climatização. Justamente por isso, coube a eles abordar mudanças importantes que ocorreram na eficiência energética de equipamentos, e as novas normas criadas para assegurar menores custos e qualidade do ar que refletem diretamente no consumidor final. “O evento como um todo é de grande importância, porém tudo se inicia pelo projeto, logo há uma atenção especial do profissional à novas normas e suas atualizações, que consideram uma evolução tecnológica de mais de 40 anos”, explica Almeida. O público alvo do evento são engenheiros, arquitetos, técnicos de refrigeração e ar-condicionado, projetistas, consultores de ar-condicionado e usuários. O objetivo central é promover o desenvolvimento, disseminar novas tecnologia e informações de interesse do setor. “O papel do DNPC sempre foi o de contribuir para que as melhores práticas do setor se tornem normas, e sejam amplamente divulgadas, justamente por uma necessidade de que o mercado se desenvolva de maneira positiva para profissionais e consumidores”, afirma Almeida. As inscrições são gratuitas e vão até 20 de abril. O evento ocorrerá no SENAI Climatec BA. Mais detalhes no site da ABRAVAhttp://abrava.com.br/?p=12486 Serviço: Panorama Setorial AVAC-R Brasil 2018 – Palestra “Normatização e eficiência energética nos projetos de ar-condicionado” Data: 23 de abril de 2018 Horário: das 8h30 às 16h – A palestra do Eng. Mário Sérgio de Almeida será às 10h45 Local: SENAI Climatec BA – Av Orlando Gomes, 1845, Salvador – BA Mais informações e inscrições: http://abrava.com.br/?p=12486

Fonte: http://www.segs.com.br/demais/111773-presidente-do-dnpc-ira-palestrar-no-panorama-setorial-avac-r-brasil-2018-em-salvador

USP abre inscrições para pós-graduação em sustentabilidade

Jornal da USP, 13/04/2018

O Programa de Pós-Graduação em Sustentabilidade, da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP, está com as inscrições abertas para o processo seletivo do segundo semestre de 2018. As inscrições são para mestrado e doutorado. Entre as exigências para a inscrição no programa está a comprovação de proficiência na língua inglesa, obtida por meio de prova específica da área de Ciências Ambientais, na modalidade reading comprehension, aplicada pelo Instituto Educacional União Cultural. O programa tem como objetivo fomentar a produção científica, a inovação tecnológica e a formação de recursos humanos nos níveis de mestrado e de doutorado, sob o foco interdisciplinar, tendo como tema a sustentabilidade. Está voltado à construção de conhecimentos teóricos, metodológicos e empíricos e ao desenvolvimento de competências e habilidades necessárias à construção e ao avanço de uma agenda da sustentabilidade no Brasil. As linhas de pesquisa são: Ciência e Tecnologia Ambiental, e Gestão Ambiental. O encerramento das inscrições será no dia 18 de maio. No edital do processo é possível acessar todas as informações necessárias aos candidatos. Mais informações: http://www5.each.usp.br/mestrado-e-doutorado-emsustentabilidade/

Fonte: http://jornal.usp.br/universidade/usp-abre-inscricoes-para-pos-graduacao-em-sustentabilidade/

Poli-USP apresenta curso inédito de Engenharia da Complexidade

AEC Web, 10 abr.2018 – Nathalia Lopes

Proposta é de uma graduação que contemple áreas estudadas na engenharia e ciência a fim de propor soluções urbanas inteligentes. Santos deve receber o primeiro curso. A duração deve ser de 5 anos. A graduação em Engenharia da Complexidade é o novo curso proposto pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Inédito do Brasil, o programa prevê integrar o conhecimento de diversas áreas da engenharia, para que as soluções se baseiem não somente na parte construtiva, mas sim no seu impacto sobre a população, o ambiente urbano e a economia. O curso foi proposto pelo professor Laerte Idal Sznelwar, do departamento de Engenharia de Produção da Poli-USP. Durante a apresentação, outro professor participante na estruturação curricular, Mauro Zilbovicius, comentou da necessidade de uma graduação que olhasse para o futuro. “Precisamos superar a análise por separação das áreas, pois os engenheiros estão e estarão cada vez mais sendo desafiados por problemas cujas soluções são complexas”, comentou. A duração estipulada foi de 5 anos, e a implementação é prevista somente no campus de Santos. Para ser oferecida aos estudantes, a proposta ainda deve ser analisada e aprovada pela USP em instâncias decisórias.

Fonte: https://www.aecweb.com.br/cont/n/poliusp-apresenta-curso-inedito-de-engenharia-da-complexidade_17203?utm_source=sales_force&utm_medium=email&utm_term=&utm_content=&utm_campaign=boletim_aec_noticia_semanal

Curiosidades e Novas tecnologias

Desarrollan métodos verdes para producir amoniaco

ACR Latinoamérica, 17/04/2018

Estados Unidos. Investigadores de la Universidad de Notre Dame están desarrollando un enfoque de energía renovable para sintetizar amoniaco. El proceso de Haber-Bosch desarrollado a principios del siglo XX para producir amoníaco se basa en combustibles fósiles no renovables y tiene aplicaciones limitadas solo para grandes plantas químicas centralizadas. El nuevo proceso, publicado en Nature Catalysis, utiliza un plasma, un gas ionizado, en combinación con catalizadores de metales no nobles para generar amoníaco en condiciones mucho más suaves de lo que es posible con Haber-Bosch. La energía en el plasma excita las moléculas de nitrógeno, uno de los dos componentes que intervienen en la producción de amoníaco, lo que les permite reaccionar más rápidamente con los catalizadores. Debido a que la energía para la reacción proviene del plasma en lugar del alto calor y la presión intensa, el proceso puede llevarse a cabo a pequeña escala. Esto hace que el nuevo proceso sea adecuado para su uso con fuentes de energía renovables intermitentes y para la producción de amoníaco distribuido. “Los plasmas han sido considerados por muchos como una forma de producir amoníaco que no depende de los combustibles fósiles y tenía el potencial para ser aplicado de una manera menos centralizada”, dijo William Schneider, Profesor de Ingeniería de H. Clifford y Evelyn A. Brosey, miembro afiliado de ND Energy y coautor del estudio. “El verdadero desafío ha sido encontrar la combinación correcta de plasma y catalizador. Al combinar modelos moleculares con resultados en el laboratorio, pudimos enfocarnos en combinaciones que nunca se habían considerado antes”. El equipo de investigación dirigido por Schneider; David Go, profesor asociado de ingeniería de Rooney Family en ingeniería aeroespacial y mecánica; y Jason Hicks, profesor asociado de ingeniería química y biomolecular, descubrieron que debido a que las moléculas de nitrógeno son activadas por el plasma, los requisitos de los catalizadores metálicos son menos estrictos, lo que permite utilizar materiales menos costosos durante todo el proceso. Este enfoque supera los límites fundamentales del proceso de Haber-Bosch impulsado por calor, permitiendo que la reacción se lleve a cabo a tasas de Haber-Bosch en condiciones mucho más suaves. “El objetivo de nuestro trabajo fue desarrollar un enfoque alternativo para la fabricación de amoníaco, pero las ideas que surgieron de esta colaboración entre nuestros grupos de investigación pueden aplicarse a otros procesos químicos difíciles, como la conversión del dióxido de carbono en un producto menos dañino y más útil. A medida que continuemos estudiando la síntesis de plasma-amoníaco, también consideraremos cómo el plasma y los catalizadores podrían beneficiar otras transformaciones químicas “, dijo Hicks.

Fonte: http://www.acrlatinoamerica.com/201804177997/noticias/tecnologia/desarrollan-metodos-verdes-para-producir-amoniaco.html?utm_source=ACR+Latinoam%C3%A9rica&utm_campaign=3da8655631-acr-boletinsemanal&utm_medium=email&utm_term=0_18f2eb6bf0-3da8655631-252987649

Papel de parede detecta, resiste e dá alarme contra incêndio

Boletim CIMM, Por Inovação Tecnológica 15/04/2018

Pesquisadores do Instituto de Cerâmica de Xangai, na China, desenvolveram um papel de parede que, além de decorativo, funciona como um alarme de incêndio. Em vez dos papéis e materiais poliméricos tradicionalmente usados nos papéis de parede – todos altamente inflamáveis -, este é feito de materiais não inflamáveis e ambientalmente corretos, incluindo compostos encontrados no corpo humano, como nos ossos e dentes. Quando exposto ao calor, o papel de parede muda de um estado eletricamente isolante para um estado eletricamente condutor, fazendo disparar automaticamente um alarme que gera sons e luzes de advertência, com o adicional de poder dosar os níveis de alarme para os níveis de calor detectados. “Em comparação com os papéis de parede comerciais inflamáveis, o papel de parede resistente ao fogo é superior devido à sua excelente não-flamabilidade, resistência a altas temperaturas e função de alarme de incêndio automático. O papel de parede resistente ao fogo tem robustez mecânica e alta flexibilidade, pode ser processado em vários formatos, tingido com cores diferentes e impresso com uma impressora comercial. Portanto, o papel de parede resistente ao fogo tem aplicações promissoras em decoração de alta segurança para salvar vidas humanas e reduzir a perda de propriedades em um desastre de fogo,” disse o professor Ying-Jie Zhu. Hidroxiapatita: O novo revestimento de parede é baseado na hidroxiapatita, o principal componente inorgânico dos ossos e dentes. Embora a hidroxiapatita seja tipicamente quebradiça e inflexível, a equipe havia descoberto anteriormente que a formação de nanofios ultralongos confere ao material uma alta flexibilidade, adequada para fazer papel de parede – foi quando eles lançaram uma primeira versão, quando o papel era à prova de água e de fogo, mas ainda não tinha a função de alarme. Para torná-lo um “material inteligente”, capaz de soar automaticamente um alarme em resposta a um incêndio, os pesquisadores incorporaram um sensor termossensível à base de tinta no papel de parede.

Fonte: https://www.cimm.com.br/portal/noticia/exibir_noticia/16615-papel-de-parede-detecta-resiste-e-da-alarme-contraincendio?utm_source=CIMM&utm_campaign=Destaque_Semanal_15_2018&utm_medium=email

Feires e Eventos Nacionais e Internacionais – 2018 – 1 semestre

ABRIL

23/04 –  PANORAMA SETORIAL AVAC -R ABRAVA Salvador/BA

24 a 28 – FEIMEC – FEIRA INTERNACIONAL DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

24 A 27 – MECÂNICA SP

24 a 26  18a EXPOSUPERMERCADO  – Porto Alegre-RS

MAIO

07 a 09/05 – 2018 Spring Meeting AHRI – Baltimore, EUA

07 a 10 APAS SHOW

09 A 141/05 – TECNOFRIGORÍFICO 2018 – FORTALEZA (CE)07 a 10 APAS SHOW

09 a 11 – EXPO HOTEL – SP

11 – Nova Lei de manutenção de ar condicionado  – DN Qualindoor em Goiás

16 A 18/05 – EXPO FRÍO CALOR CHILE – SANTIAGO

19/05   – PMOC ABRAVA MG

22 a 24 FCE PHARMA

22 a 24 HOSPITALAR

22 A 24 – ENERSOLAR

30 e 31 – REFRIAMERICAS – PANAMA

JUNHO

03 e 04 –  17a. CONFERÊNCIA DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA E MUDANÇAS CLIMÁTICAS E O 2O. FÓRUM INTERNACIONAL MÃE TERRA

05 a 08 EURO FM – SOFIA BULGARIA

25 A 27/06 – EXPOTEL

14/10  –  WORKSHOP BCA  ABRAVA MINAS

11  A 14  – NFPA CONFERENCE & EXPO

12 A 15 – FISPAL SORVETES/ FISPAL FOOD SERVICE – BRASIL

19 a 21 – IX CONGRESSO IBÉRICO – VII CONGRESSO IBERO _AMERICANO DAS CIENCIAS E TECNICAS DO FRIO _ ESPANHA

26 A 29 34a. FISPAL TECNOLOGIA

26 e 27  18a EXPOSUPERMERCADO- Novo Hamburgo-RS

Verifique LISTA EM PERMANENTE ATUALIZAÇÃO. CONSULTEhttp://abrava.com.br/?p=2752

Cursos ABRAVA – 2018 – 1 semestre

PROGRAMAÇÃO DE CURSOS 2018 (1º semestre )

ABRIL

18          Módulo I – Instrumentação Elétrica “Força, Controle e Automação” para sistemas de HVACR
20          Carga Térmica em Climatização
27          Refrigeração por Absorção

MAIO

09 e 11  PMOC – eng. Arnaldo Lopes Parra
11         Nova Lei do Ar condicionado 13.589 da teoria à prática – GO
19         Modulo II – Motores Elétricos para HVACR
29         Técnicas de Vendas

JUNHO

06            Energia Solar Básico DASOL
13 e 20   Modulo III – Sistemas de Partida para motores elétricos em sistemas de HVACR
16             Distribuição de Ar
29            Carga Térmica em Condicionamento de Ar

Verifique: LISTA EM PERMANENTE ATUALIZA Ç ÃO. CONSULTE  http://abrava.com.br/?p=2753

Ações Presidência e Vice-Presidência 2018  (atualizado abr.2018)

Abril 2018

23 / Abr                        Panorama Setorial AVACR – SENAI Cimatec Salvador BA

23 / Abr                        Fundação da Regional BA – Arnaldo Basile

24 / Abr                        7° Seminário de Qualidade do Ar de Interiores – Auditório da Escola Politécnica da USP – Av. Prof.

Luciano Gualberto, 380 – Butantã, São Paulo, SP

Maio 2018

10 / Mai                        Reunião de Diretoria ABRAVA

11 / Mai                        PMOC Goiás – QUALINDOOR – Resp.: Michelle

18 / Mai                        Tributação para Empresas de Instalação e Manutenção – SP/ABRAVA

21 a 25/05                    COOPERAÇÃO TÉCNICA ANVISA-ABRAVA – Capacitação Servidor –Itajaí/SC – QUALINDOOR

22 / Mai                        Cerimônia de Abertura da 8º ECOENERGY | Feira e Congresso Internacional de Tecnologias Limpas e Renováveis para a Geração de Energia-  Arnaldo Basile e Moacir Marchi – 09h00, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, São Paulo/SP

Junho 2018

6/Jun                             EXPOQUALINDOOR – SP/MG

07/06                            Reunião de Diretoria e Conselho ABRAVA – 16H

11 a 15/Jun                  COOPERAÇÃO TÉCNICA ANVISA-ABRAVA – Capacitação Servidor Fortaleza/CE – QUALINDOOR

13/Jun                          Reunião Comitê Nacional Climatização e Refrigeração – BH/MG

14/Jun                          Workshop BCA Comissionamento – Regional MG ABRAVA – SENAI

Julho 2018

05 / 07                          Reunião de Diretoria ABRAVA – 16H

Agosto 2018

02 / Ago                        Reunião de Diretoria ABRAVA – 16H

(data a conf)                 Treinamento VISA – Contagem – MG

7 a 9 Ago                       ANUTEC Brasil – Expo Trade Convention Center, Curitiba, Paraná

16/Ago                          Panorama Setorial AVAC-R – Regional BH / MG

22/Ago                          Prêmio BIM da Administração Pública – Divulgação de vencedores e premiação – Ricardo Gibrail

Setembro 2018

13 / Set                         Reunião de Diretoria & Conselho ABRAVA – 16H

18 e 19/Set                   Dia de Treinamento – ABRAVA/SP – Resp.: Aline

25/Set                           Reunião Comitê Nacional Climatização e Refrigeração – Porto Alegre/RS

Outubro 2018

04 / Out                         Reunião de Diretoria ABRAVA – 16H

2426 Out                      ICARHMA Annual Meeting, Tokyo, Japan

25/Out (a conf)           Workshop BCA Comissionamento – SP/ABRAVA

Novembro 2018

08 / Nov                        Reunião de Diretoria ABRAVA – 16H

28,29,30/Nov              Encontro Nacional das Empresas Projetistas – Salvador/BA

(data a conf)                EXPOQUALINDOOR RJ

Dezembro 2018

06 / Dez                        Reunião de Diretoria & Conselho ABRAVA – 16H

07/Dez                          Reunião Comitê Nacional Climatização e Refrigeração – SP/SP

07/Dez                          Noite do Pinguim ABRAVA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *