Unidades Condensadoras: Como Escolher e Dimensionar

UNIDADES CONDENSADORAS: COMO ESCOLHER E DIMENSIONAR

Aqui neste post você pode conferir o que é, para que serve e quais são os benefícios de uma unidade condensadora (UC). Agora, vamos abordar sobre os principais pontos que precisam ser levados em consideração na hora de se decidir qual UC é a mais indicada para cada tipo de aplicação.

1- Primeiro passo: Espaço disponível

Estudar e analisar o espaço disponível é um ponto muito importante para saber escolher as unidades condensadoras. Muitas UCs têm como base uma chapa metálica ou um “trilho”, cujos tamanhos não são padrões em todos os casos, embora o objetivo seja sempre buscar a padronização.

Outro ponto importante quanto ao espaço físico é a família do compressor. Os compressores de diferentes famílias têm alturas diferentes e, portanto, deve-se atentar para que isso não seja um problema na hora da montagem.

2- Qual a capacidade da unidade condensadora?

As unidades condensadoras da Embraco, por exemplo, são projetadas por engenheiros especializados em refrigeração. Assim, cada conjunto UC (“compressor + condensador”) é devidamente dimensionado, o que garante aos clientes confiabilidade técnica.

Devido à precisão do dimensionamento, é possível selecionar uma unidade de acordo com a capacidade que o seu compressor desenvolve.

Essa capacidade depende do ponto de operação, como temperatura, evaporação e condensação, que veremos com mais detalhes no próximo passo.

3- Selecione também pela aplicação da UC

As unidades condensadoras precisam ser selecionadas de acordo com a aplicação, como balcões frigoríficos e expositores de bebidas, por exemplo. Um dos principais itens se refere à temperatura de evaporação desejada no sistema de refrigeração, que depende do “envelope de aplicação” (faixa de evaporação) que o compressor está aprovado e apto a trabalhar.

As faixas de evaporação de cada compressor e, consequentemente, de cada unidade condensadora, variam de um para outro. Assim, ao escolher a UC deve-se sempre checar a faixa de evaporação que o compressor está aprovado a trabalhar. Isso é possível avaliar por meio de fichas técnicas. Aqui é possível selecionar o produto e verificar essa importante informação.

Caso seja necessário aplicar uma UC com fluido diferente ao do utilizado pelo sistema anterior, deve-se verificar se as pressões de operações (evaporação e condensação) ficam dentro de um limiar seguro para as tubulações do sistema.

4- Rede elétrica e torque de partida

Além do que foi abordado acima, fique atento também para a rede elétrica. Certifique-se de selecionar unidades condensadoras que se alimentem com a mesma tensão e frequência da rede elétrica.

Também analisar o torque de partida. Em sistemas que utilizam válvula de expansão (ao invés de tubo capilar) deve-se prestar atenção se o compressor que está na unidade condensadora tem alto torque de partida.

Por exemplo: compressores com baixo torque de partida devem ser aplicados somente em sistemas com tubo capilar, e compressores com alto torque de partida podem ser aplicados para válvula de expansão e tubo capilar.

E você, leva em consideração esses passos na hora de escolher e dimensionar uma unidade condensadora?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *