Quais Outras Informações Preciso Ter Sobre o Óleo?

Conheça agora um pouco mais sobre outros aspectos do óleo lubrificante.

Depois de tratarmos aqui da compatibilidade entre o óleo lubrificante e o fluido refrigerante, vamos agora falar sobre a viscosidade do óleo e sobre um tema que sempre desperta muitas dúvidas: a carga de óleo.

A viscosidade é a resistência que um fluido oferece ao escoamento. Você já deve ter percebido que alguns tipos de óleo são mais espessos e outros têm consistência mais líquida. A numeração contida na nomenclatura do óleo permite saber se é mais ou menos viscoso: quanto menor o número, menos viscoso (por exemplo, ISO 22 é menos viscoso que ISO 32).

De maneira geral, óleos com maior viscosidade proporcionam ótima lubrificação. Por outro lado, exigem maior gasto de energia, por provocarem maior resistência. São indicados especialmente para aplicação em locais onde há mais folga entre as partes que se deseja lubrificar.

Mas a nova tendência para os compressores é a de utilizar óleos com viscosidade cada vez menor. O avanço da tecnologia permite que esse tipo de óleo esteja presente em modelos de alta eficiência, proporcionando os melhores resultados em termos de lubrificação e de eficiência energética.

Em relação à carga de óleo, é fundamental ter as seguintes informações:

  • Não se deve completar a carga de óleo do compressor. Ele já sai de fábrica com a quantidade correta, definida de acordo com as características de seu projeto. Essa carga atende às necessidades de lubrificação do kit mecânico e inclui uma sobra para repor as perdas do sistema.
  • A carga não pode ser maior nem menor que o especificado. O excesso de óleo causa problemas em outros componentes e gera maior resistência, provocando gasto adicional de energia e desgastes (que também podem ocorrer pela falta de óleo).
  • Em caso de troca do compressor, é preciso limpar o sistema, para não haver mistura do óleo do compressor novo com o do antigo.

Para finalizar, é importante destacar que não existe um óleo melhor que os demais. O que existe é o óleo certo para cada aplicação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *